Fale Conosco

E se o governador Ricardo Coutinho encontrasse uma saída honrosa e, declinando do direito natural de disputar a reeleição, abrisse para o pau que lhe dá sombra e cedesse a cabeça de chapa a Cássio, aceitando disputar um mandato de senador?

Haveria uma reviravolta nos cenários e a aliança com PSDB seria reatada, tendo o Diário Oficial que trazer de volta todos que foram exonerados.

A hipótese também mexeria com o cenário, caso o maior prejudicado com o litígio estendesse o braço ao PMDB e PT, oferecendo para Veneziano a cabeça de chapa e ao PT a vice.

São conjecturas distantes da realidade? Tudo pode acontecer, o governador está em parafuso e besta é quem não abre a mente para a movimentação de bastidores.

O que não acontecerá em hipótese alguma é a união de Veneziano e Cássio. O resto, como diria Tim Maia, vale tudo!