Fale Conosco

O deputado estadual Anísio Maia (PT) analisou na manhã desta terça-feira, 29, a passagem da caravana do presidente Lula pela Paraíba: “Multidões foram mobilizadas e grandes eventos realizados. A grande mídia tentou ignorar e até mesmo boicotar, nenhuma novidade nisto. E por mais que seja perseguido, Lula é o maior líder popular do país e encarna o sentimento do povo.”

“Para mim o momento mais importante da passagem do presidente Lula pela Paraíba foi em Campina Grande, quando ele tomou um copo d’água vinda diretamente do rio São Francisco, ao lado do governador Ricardo Coutinho”, disse Anísio Maia que ainda acrescentou: “Os sindicalistas urbanitários levaram ao evento uma amostra das novas águas de Boqueirão, melhor do que muita água mineral vendida em Campina Grande. Todos no palco puderam beber um pouco. Foi o reconhecimento do trabalho realizado para aquela água chegar e uma homenagem ao povo de Campina Grande.”

O parlamentar levou ao Plenário da Casa um recipiente com água fornecida aos campinenses, ressaltando sua qualidade já atestada pela Cagepa e laboratórios da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB): “É uma homenagem ao povo de Campina Grande que foi presenteado com uma água de qualidade muito superior a que era fornecida antigamente.”

“Gostaria de saber por que o PSDB continua brigando para que o povo de Campina Grande não tenha acesso a esta água. Se depender deles, teremos uma Campina Pequena. Ficam enciumados porque já governaram o país, dirigiram a Sudene, o governo do estado e a prefeitura municipal e não fizeram nada para o abastecimento de Campina Grande. Para eles, esta água tem o gosto da incompetência. É uma água amarga para bico de tucano. Porém, para o povo que não tem dinheiro para comprar carro pipa e nem tem os reservatórios dos condomínios, esta água é muito boa, doce e veio em boa hora”, disparou.

Para concluir, o deputado desafiou: “Proponho um acordo com o PSDB. Ao invés de boicotar a água, paguem a dívida que a Prefeitura de Campina Grande tem com a Cagepa. São mais de 200 milhões em débito e dever à Cagepa é dever ao povo da Paraíba. Se pagarem o que devem, eu me comprometo a ir junto com eles ao governador pedir para que estes recursos sejam investidos na própria região, em obras de infraestrutura hídrica.”