Fale Conosco

A gestão de Veneziano lá em Campina não é um mar de rosas, mas tem encontrado soluções para problemas antigos e comuns em uma cidade que cresce velozmente gerando demandas.

Em Campina o céu não desceu e nem a arrogância subiu a cabeça do prefeito, que tem entre suas virtudes a capacidade de ouvir e, sempre que possível, equacionar as pressões populares.

Fui e ainda sou um dos mais ferrenhos críticos de Veneziano, principalmente porque me sinto co-responsável pela sua ascensão àquele posto após a oposição amargar um jejum de vinte e dois anos sem saber o que era administrar a PMCG.

Bati neste rapaz como ninguém, pisei em seus calos sem dó e cobrei dele tudo que havia prometido durante a campanha de 2004.

Agora venho me redimir em um aspecto: Veneziano é um dos mais democráticos líderes que conheço e nunca, apesar do combate diário que impus, me processou.

Não quero dizer que ser tolerante basta ou que é suficiente saber ouvir. Mas, tiro o meu chapéu para o que nenhuma peneira pode tapar: Veneziano soube resistir às rasteiras do Governo Cássio e por cima de pau e pedra trouxe para Campina Grande recursos que garantiram obras como a Feira da Prata, o Terminal de Integração, o Plínio Lemos e o banho de asfalto que o Vias Abertas trouxe para toda a cidade.

Tendo respirado pela parceria dos dois anos em que Maranhão foi governador, Veneziano voltou agora às vacas magras com a intolerância de Ricardo Coutinho, mas com sua perspicácia e campinismo soube se livrar da primeira casca de banana e tem realizado um São João Inesquecível, o penúltimo em sua passagem dupla pela Prefeitura.

De todas as críticas que fiz e não me arrependo de nenhuma, me senti na obrigação de registrar neste blog a capacidade que este Cabeludo tem de tocar sua vocação para o serviço público seja em tempos de chuva, seja em tempos de sol.

Não tenho dúvida que Veneziano caminha célere para cumprir o seu destino, que é ser governador da Paraíba.