Fale Conosco

Quem pensa que Ricardo Coutinho está inerte as especulações sobre racha com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) está extremamente enganado.

Um lobo em pele de cordeiro, o governador socialista já articulou mais de 900 exonerações na Rainha da Borborema só neste finalzinho de ano.

O pior de tudo é que todos os que vão passar as festas de final de ano em crise foram colocados na esfera estadual justamente pelos aliados do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), mais especificamente por Romero Rodrigues, que é pré-candidato do PSDB a Prefeitura de Campina Grande e Inácio Falcão, que vai disputar a reeleição no próximo ano.

A estratégia de Ricardo Coutinho é clara – minar a candidatura de tucanos e tentar dá a resposta nas urnas. Como os parlamentares não vão conseguir reaver os cargos dos exonerados, esses mais de 900 cargos, multiplicados por mais ou menos três, que são os familiares desses demitidos, deverão dar a resposta não votando nos tucanos, que outrora acreditaram.

Com a revolta da população, a derrota dos tucanos está anunciada e Ricardo Coutinho mais uma vez sairá por cima da carne seca.

Os tucanos já pediram a intervenção de Cássio, mas até agora o senador paraibano, estranhamente, se mantém inerte.

Inácio Falcão está lamentando não só os votos que vai perder, mas também o fato de em pleno final de ano os eleitores receberem esse ‘presente de natal’.

Andei apurando e descobri que a bancada tucana na Câmara de Campina está em tempo de enlouquecer, mas estão tentando manter o bico fechado a pedido de Cássio Cunha Lima.

Cássio, inclusive, estaria orientando os tucanos a engolirem seco e elogiar publicamente as obras de Ricardo pró CG, esta ultima orientação, no entanto, foi rejeitada por Inácio Falcão – Ele disse que não elogia Ricardo publicamente ‘nem à pau’