Fale Conosco

Para quem teve antecessores como Dom José Maria Pires e Dom Marcelo Carvalheira, baluartes da luta pela democracia e com projeção até internacional, convenhamos que Dom Aldo Pagoto é um falastrão hipócrita e sem credibilidade. Doido por holofotes, vez por outra fala o que não deve e quase sempre se mete onde não devia.

Faz política mais do que qualquer um dos padres que tenha mandato, mas recrimina o religioso que se envolver em política. Só quem pode é ele. Dom Aldo pula de galho em galho como qualquer fisiologista e o que diz hoje pode desdizer amanhã.

Agora ele se meteu na polâmic do forró e do não apoio do governador ao Sâo João de Campina. Após as críticas do Secretário de Cultura da Paraíba, Chico Cesar, que falou mal do “forró de plástico” para tentar justificar a decisão do Governo em não apoiar os festejos juninos de Campina Grande, é a vez do arcebispo da Paraíba mexer em lugar que estava quieto.

Dom Aldo Pagotto falou que é necessário manter as raízes culturais e que o forró estilizado, que utiliza mais instrumentos que aquele tocado por trios de forró, não é da nossa cultura.

Aí eu pergunto: por que falar sobre isso novamente?

Há inúmeros gêneros musicais pelo Brasil e cada pessoa vai aos shows que gostar, compra os discos dos artistas que gostar. Não cabe à religiosos ou secretários ditarem regras sobre o que faz parte ou não da cultura de um povo.

Em uma rápida consulta ao dicionário encontrei a seguinte definição de cultura:

s.f. Ação ou maneira de cultivar a terra ou as plantas; cultivo: a cultura das flores. / Desenvolvimento de certas espécies microbianas: caldo de cultura. / Terreno cultivado: a extensão das culturas. / Categoria de vegetais cultivados: culturas forrageiras. / Arte de utilizar certas produções naturais: a cultura do algodão. / Criação de certos animais: a cultura de abelhas. / Fig. Conjunto dos conhecimentos adquiridos; a instrução, o saber: uma sólida cultura. / Sociologia Conjunto das estruturas sociais, religiosas etc., das manifestações intelectuais, artísticas etc., que caracteriza uma sociedade: a cultura inca; a cultura helenística. / Aplicação do espírito a uma coisa: a cultura das ciências. / Desenvolvimento das faculdades naturais: a cultura do espírito. / Apuro, elegância: a cultura do estilo. // Cultura de massa, conjunto dos fatos ideológicos comuns a um grupo de pessoas consideradas fora das distinções de estrutura social, e difundidos em seu seio por meio de técnicas industriais. // Cultura física, desenvolvimento racional do corpo por exercícios apropriados.

Porque não te calas Dom Aldo? Se queres falar promova o consenso e não a contenda.