Fale Conosco

Estresse constante, má controle da alimentação e falta de exercícios físicos. Esses são alguns dos fatores que podem causar complicações à saúde humana, a exemplo do desenvolvimento de doenças cardiovasculares e, em alguns casos, levar o paciente a situação de óbito. Segundo dados do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM), da Secretaria de Saúde de Campina Grande, 447 pessoas morreram do período de janeiro a agosto deste ano, vítimas de doenças cardiovasculares.

Do total de óbitos registrados em consequências das doenças cardiovasculares em Campina Grande, 100 foram em pessoas com problemas de hipertensão que tiveram o quadro de saúde agravado, 148 vítimas de infarto agudo, 49 por insuficiência cardíaca, 27 por causa da miocardiopatia, doença que afeta o músculo do coração, três por aneurisma, que causa a dilatação dos vasos sanguíneos e duas por aterosclerose, conhecida pela inflamação crônica dentro dos vasos sanguíneos.

O médico cardiologista Mateus Veloso disse que o diagnóstico precoce das doenças cardiovasculares e, também vasculares, já que futuramente pode afetar o coração, favorece o tratamento. “A identificação precoce e o primeiro passo que todos devem fazer em casos de sintomas, porém, de nada adianta o diagnóstico se não acontecer o tratamento”, disse.

Mateus Veloso alertou que o estilo de vida moderno não é favorável para a saúde. “O que temos hoje é uma realidade onde os jovens e os adolescentes permanecem cada vez mais acomodados. Se observarmos, por exemplo, o nosso dia dia, não costumamos mais levantar para mudar o canal da televisão; não vamos fazer compras na padaria da esquina caminhando; se vamos até outro bairro, pegamos o ônibus, ou seja, todos os nossos percursos hoje estão facilitados e isso, de certa forma, é um risco à saúde”, disse.

AÇÃO CONSCIENTIZA SOBRE PREVENÇÃO
Idosos, adultos e jovens que utilizam o espaço do Parque da Criança, localizado no Centro de Campina Grande, para fazer caminhadas e a prática de exercícios físicos, receberam na manhã de ontem orientações de cardiologistas que estiveram no local prestando atendimento à população em uma ação desenvolvida pelo programa Mexe Campina, em parceria com a clínica AngioCardio, em alusão ao Dia Mundial do Coração, comemorado no último domingo.

Com o tema “Se você pensa que o coração é de papel… Ele não é”, a ação teve como objetivo conscientizar a população sobre a importância da prática de exercícios físicos como medida de prevenção do desenvolvimento de doenças. Segundo o cardiologista que participou da ação, Mirabeau Maranhão Leite, a prática de exercícios físicos e o controle da alimentação diminuem os riscos de futuras doenças. “A prática de atividades físicas e uma alimentação adequada contribuem bastante para uma vida mais saudável, o que diminui as possibilidades do desenvolvimento de doenças cardiovasculares”, disse.

O aposentado Joaquim Régis, 76 anos, sofre de hipertensão, mas faz diariamente a prática de caminhadas. Segundo ele, o cuidado com a saúde deve sempre estar como primeiro pensamento. “Eu costumo caminhar todos os dias, faço a aferição da pressão e obedeço às orientações médicas. O cuidado com a saúde é essencial, nunca devemos ter medo da doença ou deixar de ir ao médico. Este é o segredo”, comentou.

Os atendimentos tiveram início às 6h30 e encerraram-se às 9h. Além do Parque da Criança, o programa fará ações em outros 13 pontos da cidade, incluindo os distritos de Galante e São José da Mata. O desenvolvimento das ações do programa Mexe Campina Grande beneficia mensalmente o público de 43 mil pessoas.

JP