Fale Conosco

A farra dos altos salários nos domínios dos Marajás à frente da administração pública municipal e Cajazeiras, é prática constante e sem refreamento.

Este é o retrato fiel do descaso e do descompromisso de um gestor que escandaliza a gestão com os apadrinhamentos descarados de seus comparsas;  juntos saqueiam os cofres públicos de maneira desordenada.

O empenho do prefeito impopular de Cajazeiras, visando a concretização da tão almejada vitória de sua esposa, pré-candidata à uma vaga na Assembleia Legislativa Estadual, no pleito que ocorrerá em outubro deste ano, extrapolou todos os limites. Estamos falando daquele mesmo prefeito que há poucos dias teria afirmado sem escrúpulos e sem reservas que:“PARA ELEGER DRA. PAULA SERIA CAPAZ DE PISAR NO PESCOÇO DA PRÓPRIA MÃE!”

Em meados do mês de março deste ano de 2018, em denúncia acolhida pelo MPE -PB, uma vez mais os altos proventos verificados na folha de pessoal e o Nepotismo foram temas de interesse daquele órgão ministerial, enquanto fiscalizador das demandas populares quer de interesse individual ou coletivo, como bem lhe compete.

Veja abaixo a íntegra da Portaria do Ministério Público, contendo o despacho de Instauração de mais um Inquérito Civil contra Zé e seus comandados!

Vale relembrar as palavras de chacota e achincalhamento, proferida pelo Sr. Prefeito José Aldemir , que por repetidas vezes não se cansa de dizer que o Ministério Público não é poder constituído, quem em nada seria capaz de lhe atingir, que não teme as e nem credibiliza os seus atos fiscalizadores em referência direta aos seus desmandos gestoriais.

Segundo o raso entendimento do Sr. gestor municipal, só existem de fato três poderes, os outros órgãos restantes não lhe causam temor algum e nem tem qualquer valia.

Fonte: Farol do Sertão