Fale Conosco

Como não podia ser diferente, este blog, de mão dupla, disponibiliza o direito de resposta da Associação dos Magistrado​s da Paraíba – AMPB, para rebater as matérias em que o esposo da candidata pepista, em Campina Grande, Daniella Ribeiro, o juiz José Ferreira Ramos Júnior é citado.

Segue abaixo:

NOTA DE REPÚDIO E ESCLARECIMENTO

A Associação dos Magistrados da Paraiba, entidade representativa dos direitos e prerrogativas dos magistrados paraibanos, vem, com fundamento no direito de resposta e do princípio do contraditório, presentes na Constituição Federal e em decorrência de várias postagens no blog www.dercio.com.br , nos dias 29 e 30 de junho de 2012, de autoria do senhor Dercio Alcântara, em que ofende severamente a honra do cidadão e juiz José Ferreira Ramos Júnior, requerer a imediata publicação, no mesmo veículo e com igual destaque da seguinte nota de repúdio:

1 – A Associação dos Magistrados da Paraíba – AMPB, vem a público se solidarizar com o magistrado José Ferreira Ramos Júnior que está sendo injustamente atacado pelo Senhor Dercio Alcantara que, sem qualquer prova, resolveu, de forma leviana, atacar a pessoa do juiz, por meio de calúnias e histórias sem qualquer amparo na realidade, o que se revela como uma conduta contrária aos preceitos éticos do bom jornalismo.

2 – Vale ressaltar que um veículo de comunicação deve respeitar seus leitores, prezando pelo contraditório e o respeito às pessoas e às instituições. Difundir opiniões próprias, reconhecidamente inverídicas e infundadas que maculam a reputação do magistrado, motivada apenas por posição política, traduz-se como atitude contrária à civilidade democrática.

3 – O referido juiz foi acusado, pelo jornalista, de ter praticado o crime de tráfico de influência, acusação gravíssima, sem apresentação de qualquer prova de sua ocorrência, o que configura uma ofensa à honra de um profissional sério. O magistrado, até mesmo por dever de ofício, não participa de qualquer tipo de ação político-partidária e o juiz José Ferreira Júnior que desempenha, atualmente, a função de juiz auxiliar da presidência do Tribunal de Justiça da Paraíba, nunca utilizou do seu cargo para fazer política-partidária, pois é consciente das suas atribuições e deveres éticos inerentes ao seu mister de juiz.

4 – A AMPB repudia veementemente esse tipo de prática, baseada em declarações inverídicas que desrespeitam não só a figura do senhor Ferreira Júnior, magistrado digno e respeitado no meio forense, mas também o próprio Judiciário e o leitor que busca informações legítimas e autênticas;

5- A AMPB irá disponibilizar para o juiz ofendido todos os meios legais necessários à defesa de sua dignidade e espera a devida retração do jornalista para que prevaleça o respeito ao Poder Judiciário e aos seus juízes, como resguardo da Justiça, da ordem democrática e da liberdade de informação calcada em preceitos éticos.

 

João Pessoa, 02 de julho de 2012.

Juiz Antônio Silveira Neto

Presidente da AMPB