Fale Conosco

A presidente Dilma Rousseff sofreu uma fissura no dedão do pé direito na última sexta-feira, assim que chegou à Base Naval de Aratu, em Salvador (BA), onde passou o feriado de carnaval. Dilma tropeçou na escada da casa da base naval – onde ficou hospedada – e precisou imobilizar o pé com uma bota ortopédica, que ficará usando por duas semanas. Nos próximos dias, a presidente vai evitar se deslocar para o Palácio do Planalto e permanecerá despachando no Palácio da Alvorada, atendendo recomendação médica de andar o mínimo possível.

Por causa disso, Dilma cancelou a viagem para Serra Talhada, em Pernambuco, na próxima segunda-feira, onde iria inaugurar uma adutora, ao lado do governador do Estado, Eduardo Campos, que nos últimos dias mandou recados de que irá lançar candidatura própria ao Planalto, em 2014.

A informação sobre o acidente com a presidente Dilma foi dada pelo seu porta-voz, Thomas Traumann. O Blog do Planalto também tratou do acidente. De acordo com o blog, a presidente se submeteu na quarta-feira a uma radiografia que comprovou a fissura no dedão do pé direito.

“Por precaução, os médicos recomendaram o uso de uma proteção e cuidado ao andar”, disse a nota. Dilma chegou a Brasília no início da tarde de quarta-feira, depois de permanecer cinco dias na Bahia e passou a tarde no Palácio da Alvorada.

No final da tarde recebeu os ministros da Educação, Aloizio Mercadante, e do Desenvolvimento, Fernando Pimentel. Para quinta-feira, a única agenda previamente marcada é um despacho com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, também no Alvorada.

Estadão