Fale Conosco

“A atitude do ganhador não pode ser de soberba”. A declaração foi dada pela presidente Dilma, que acrescentou: “E também é preciso saber ganhar, como também saber perder.” Foi o que afirmou a presidente, após a entrevista do senador Aécio Neves, afirmando que irá fazer uma “oposição vigorosa” ao seu Governo, e ainda defendendo uma auditagem nas urnas.

Dilma reconheceu que a campanha eleitoral acirra os ânimos, mas reafirmou a necessidade de “desmontar os palanques, porque isso faz parte do regime democrático, no processo eleitoral, onde se disputam visões, propostas, e essas visões e propostas são submetidas ao escrutínio popular, e vence aquele que mais consegue convencer”.

Por fim, Dilma pontuou que qualquer tentativa de retaliação por parte de quem ganhou ou de ressentimento entre os perdedores é “uma incompreensão do processo democrático e criaria um quadro caótico no País: o presidente eleito por um lado não conversa com o governador eleito por outro. O senador eleito por um lado não conversa com o outro senador eleito por outro. Não pode ser assim”.

BHM