Paraíba

Desorganização em festa VIP revolta consumidores: ‘festa open bar sem bebida e banheiros sem porta’

“Preparados? Nós estamos ansiosos! Hoje é dia de alegria, dia de curtir com os amigos, aproveitem, se apaixonem, riam bastante, tornem essa noite inesquecível.  #TudoPronto #VaiSerParadiso#BebamComModeraçao”.

Essa foi a última postagem no Facebook dos organizadores do Réveillon Paradiso, realizado no último dia do ano no estacionamento do Lovina, na Praia de Ponta de Campina, em Cabedelo, região metropolitana de João Pessoa.

Mas o que seria um “paradiso” não passou de pura decepção. A desorganização tomou conta da festa, segundo os clientes que pagaram uma entrada bastante salgada para essa época de crise, R$ 300,00.

Eles queriam tornar a noite da clientela inesquecível e realmente isso aconteceu, mas de forma inversa. Ao invés de alegria restou a tristeza de ser obrigado a beber com moderação, uma vez que no meio da festa a bebida acabou. Mas antes os clientes tiveram que disputar, quase no tapa, uma cerveja ou um refrigerante quente, distribuídos por uma equipe despreparada, segundo relatos em diversos grupos do Whatsapp.

Em um desse grupos foi postado um vídeo (confira abaixo) onde algumas mulheres tiveram que ir ao banheiro acompanhadas de amigas para que segurassem as portas arrancadas.

A assessoria de imprensa do Lovina informou que o evento foi de responsabilidade do grupo que organizou o Réveillon Paradiso e não do restaurante:

“A festa do final do ano foi locado para o Réveilon Paradiso. A produção da casa não se responsabiliza pelo evento. O Reveilon Paradiso ocorreu em outros anos, em locais diferentes e foi muito bem aceito pelo serviço e qualidade que prestaram, por isso que abrimos as portas do Lovina para recebê-los”.

 

Fonte: Polêmica Paraíba

 

Tags: Tags: