Fale Conosco

Cerca de 25% dos nordestinos dependem de aposentadorias e programas sociais para pagar as contas e, em outra ponta, cerca de 3% das famílias brasileiras concentram 19,9% da renda no país. É o que revela uma pesquisa do IBGE divulgada nesta sexta-feira (4).

Ainda nesse cenário de desigualdade, que mostra a Pesquisa de Orçamento Familiar, um quarto das famílias (cerca de 69 milhões) recebem menos de dois salários mínimos por mês e se apropriam de apenas 5,47% da renda. Essa classe engloba 44,8 milhões de pessoas, o equivalente à população do estado de São Paulo.

A pesquisa – realizada entre 2017 e 2018 – é, entre outras coisas, para definir o cálculo da inflação no país. A última edição foi realizada entre 2008 e 2009.

Da redação