Fale Conosco

Eu sei que parece absurdo, mas havia sim uma expectativa em setores do governo de que o curso das investigações levasse a conclusão de que a ordem para incendiar os ônibus partiu da oposição, de políticos, e não do Serrotão, como foi constatado.

Outra coisa que querem vender a população é que a violência na cidade se resume ao vandalismo da queima de ônibus, como se a prisão dos autores resolvesse todo o resto.

Campina anda assustada é com o aumento vertiginoso de todas as modalidades de crimes. O cidadão não tem mais segurança fora ou dentro de casa.

Se a tensão no Serrotão tensiona toda a cidade, já é outro motivo de preocupação que vem se juntar a insegurança do dia a dia. Acalmar a população carcerária do Serrotão não significa estancar os assaltos e outros crimes que estão em crescimento.

Afinal, é o Serrotão quem manda em Campina ou Campina é que quem manda no Serrotão? A cidade não pode ficar refém da bandidagem hospedada ali e comandando tudo cá fora.