Fale Conosco

O que acontecerá no dia seguinte ao impeachment de Dilma, se chegarmos a esse fim de feira?

Há quem diga que Temer assume e vira um Itamar Franco, com a missão de conduzir o País até 2018. Há quem diga que será convocada nova eleição e quem assume é o presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Há quem diga que Cunha não pode, Renan não pode e sobrar para mesmo para Lewandovisk, presidente do STF, lulista de carteirinha.

Tenho observado que o impeachment de Dilma acabará não saindo por absoluta falta de alguém confiável para substituí-la.

A que situação nós chegamos ainda nesse início de século XXI. Somos uma nação sem lenço, sem documento e sem homens públicos confiáveis.

Como diria aquele cartaz de show dos anos 80. E se encostarem o Brasil na parede e pedirem os documentos?