Notícias

De uma tacada só, perdi o advogado, o amigo e o colaborador do blog: morre Horácio Ramalho

O que fazer quando você amanhece uma segunda feira com a notícia de que seu advogado morreu? Pois eu amanheci o dia de hoje com o meu irmão Clilson Junior ao telefone com este aviso.

Perdi de uma vez só o amigo, o colaborador do blog e o advogado. Morreu Horácio Ramalho, irmão da amiga e juíza Lúcia Ramalho.

Sobre ele sei pouco e nossa amizade é recente, mas escrevia muito bem, me dava conselhos e foi um dos poucos a quem recorri e topou dividir a carga jurídica com José Augusto e Gilvan Freire, meus outros dois defensores.

Horácio era novíssimo e tinha 50 anos. Acordou para uma rotina no escritório e tribunais, foi tomar banho e a esposa o encontrou caído vítima fulminante de um infarto.

Vou ter que pedir a José Augusto e Gilvan que assumam os oito processos em que ele estava habilitado e me defendam e vençam essas batalhas por ele, que deixou tudo tão bem encaminhado pela brilhante inteligência jurídica.

Aos familiares, meus sentimentos! Ao amigo que nos deixa peço que a terra lhe seja leve.

Ele terá o corpo velado na São João Batista, mas será enterrado em São José de Piranhas, sua terra natal.