Fale Conosco

José Luiz Datena, comandante do programa ‘Brasil Urgente‘, da Band, usou seu espaço na atração para mostrar a sua revolta com o presidente Jair Bolsonaro, que xingou jornalista de “bundões” nessa segunda-feira (24), em Brasília.

“O senhor presidente da República, pelo cargo que eu respeito, e respeito até o presidente Bolsonaro, porque eu gosto dele, ele abre um caminho de duas mãos, porque não pode ofender qualquer cidadão brasileiro da forma como ofendeu, seja ele da imprensa ou não. Eu, por exemplo, sou do jornalismo e não sou bundão, senhor presidente Bolsonaro. Eu não sou bundão. Agora, o senhor me dá o direito de chamar o Jair de bundão. Então bundão é o Jair. Bundão é o senhor!”, criticou.

O jornalista fez questão de ressaltar que estava falando do homem, não do chefe do Executivo, e ainda defendeu os colegas de profissão: “Não é o presidente da República, esse eu respeito, mas a partir do momento que você chama a minha classe toda de bundão eu também posso chamar o senhor de bundão. Como todos nós somos bundões? Teve muita gente que perdeu a vida, que deu a sua vida, inclusive durante o regime militar, fazendo matérias. A imprensa brasileira foi fundamental na mudança deste país em várias oportunidades. Então os jornalistas brasileiros não são bundões, pelo contrário. São gente que vai pra rua trabalhar enfrentando dificuldades enormes”.

“Como é que o senhor chama toda a nossa classe de bundões? Então, com todo respeito ao cargo de presidente da República que o senhor tem, bundão é o senhor, presidente. O senhor vai me desculpar. Essa é a minha opinião. Com todo respeito que eu tenho ao cargo de presidente, até do senhor que eu gosto, mas bundão não! O que é isso? Chamar a gente de bundão e todo mundo fica quieto?”, finalizou Datena.