Fale Conosco

O depoimento do empresário Daniel Gonçalves caiu como uma bomba no cenário político paraibano, onde um “esquema de corrupção jamais visto na Paraíba” foi o termo mais leve utilizado em plenário pelo deputado estadual, Raniery Paulino (PSDB), para descrever as denúncias.

Daniel reafirmou que parte do R$ 2,3 milhões foram destinados a campanha do governador, Ricardo Coutinho (PSB), e disse que tudo pode ser comprovado através da movimentação bancária dos envolvidos.

Pietro Harley seria orientado, segundo Daniel, pelo secretário de Comunicação do estado, Nonato Bandeira, e estariam envolvidos vários nomes da administração pública.

Em dado momento, Daniel cobrou a presença do líder do governo, Hervázio Bezerra, que segundo ele sabia do escândalo e tentou negociar a publicação do mesmo na última campanha.