Fale Conosco

De uma hora para outra querem canonizar quem fez peraltices com o povo de João Pessoa e tem culpa no cartório em todos os escândalos que estouraram até hoje na Capital, oriundos desse rastro de maldades ligadas ao Coletivo RC.

Luciano Agra não é santo, tem rabo preso e digitais impressas no superfaturamento da merenda, no superfaturamento da Fazenda Cuiá, destruição da pista do Aeroclube, alhos, bugalhos etecetera e tal.

O fato de ter sido largado aos urubus por quem esteve conspirando desde a chegada de RC a PMJP não absolve seus pecados.

Agra é um arquivo ambulante e mais do que talvez até o irmão de Ricardo, sabe de todas as tramoias nos mínimos detalhes, na primeira fase como secretário de Planejamento e nesta segunda como vice e prefeito.

Quando esse descompensado no guia de Cartaxo como se fosse uma sumidade fico a imaginar que tipo de acordo selou para se livrar de uma auditoria pesada.

No máximo Luciano Agra merece um desconto por ter saltado fora do Coletivo, algo tipo redução da punição que virá caso opte pela delação premiada, facilitando o trabalho de auditores e policiais federais.

A Paraíba precisa passar a limpo essa passagem do Coletivo RC pela prefeitura de João Pessoa, pois é o fio da meada para entender o que está acontecendo no estado.

 AQUELA MALA  DO ESTACIONAMENTO

Peço a PF que inicie investigações paralelas sobre encontros de um secretário de RC, de altíssima confiança, nos estacionamentos do Estação Ciência e Pontal do Cabo.

Imagens internas e externas e uma mala com 1,5 mi a cada visita mensal.