Fale Conosco

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) expressou preocupação com o crescente número de internações nas Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nos hospitais públicos e privados do Estado. Segundo informações da Secretaria Estadual de Saúde (SES), a cada 36 minutos, uma pessoa é internada com Covid-19 na Paraíba.

Nas últimas 24 horas, 40 pessoas precisaram ser internadas em hospitais públicos por complicações da doença. Nessa terça-feira (16), todos os 15 leitos de UTI Covid do Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, estavam ocupados.

No Hospital da Unimed, a maior unidade particular referência Covid na Capital paraibana, a situação também é alarmante. Apesar do aumento no número de leitos Covid, há 40 pacientes internados na UTI, sendo 35 intubados. A taxa de ocupação de pacientes Covid no hospital já ultrapassa a média registrada em maio do ano passado, período considerado de maior pico da pandemia no Estado.

Para o presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais, as aglomerações dos últimos dias, mesmo com a suspenção do feriado de Carnaval, podem contribuir para o agravamento da situação nos próximos dias. “Teremos dias difíceis e desafiadores para nós, médicos. Precisamos que a população se conscientize sobre a necessidade urgente de distanciamento social”, declarou o presidente.

O CRM-PB faz novamente um alerta a respeito do cumprimento de forma rigorosa das normas sanitárias de prevenção ao novo coronavírus. Práticas como o uso correto e constante de máscaras, higienização das mãos e distanciamento social são alternativas eficazes para conter a rápida disseminação da Covid-19 entre os cidadãos.