Fale Conosco

O procurador do Trabalho, Eduardo Varandas, disse que o Ministério Público do Trabalho (MPT) vai investigar a utilização ilegal de presos na campanha eleitoral de Ricardo Coutinho (PSB). Os apenados do regime semiaberto estariam sendo usados para fazer panfletagem nas ruas para o candidato socialista.

Em informação repassada ao Jornal da Paraíba, o procurador do Trabalho afirmou que a denúncia é extremamente grave e que tem que ser investigada, já que há indícios de que existe um desvirtuamento do projeto de ressocialização.

“Eu comuniquei ao procurador-chefe para que ele faça a distribuição para algum procurador a fim de verificar as repercussões trabalhistas da ilicitude”, disse Eduardo Varandas ao periódico matutino.

O procurador do Trabalho ainda declarou que é preciso apurar se existe burla as regras do Código de Processo Penal e exploração indevida do trabalho dos presos com fins eleitoreiros. “Eu nunca vi trabalho de ressocialização em campanha eleitoral”, concluiu.