Fale Conosco

A imprensa nacional voltou a comentar sobre as articulações dos partidos com vistas à eleição para a Presidência do Senado, em 2012. Desta vez, o jornal Correio Brasiliense, um dos mais respeitados do país, comenta na edição desta quinta-feira (15) sobre o processo de sucessão de José Sarney (PMDB-AP) e cita o nome de Vital do Rêgo (PMDB-PB) como candidato à Presidência do Senado que cresce na bolsa de apostas.

A reportagem afirma que o assunto da reeleição de Sarney já começa a ser debatido, e que mesmo “a um ano e dois meses das eleições para a sucessão da Presidência do Senado, o PMDB está certo de que indicará o substituto de José Sarney”.

Ao mesmo tempo em que registra a tendência de o PMDB indicar o sucessor de Sarney, a matéria do Correio Brasiliense cita o nome de cinco peemedebistas “viáveis” para o posto de Presidente do Senado, além do nome do petebista Fernando Collor (PTB-AL), e fala das chances de cada um. A matéria destaca o surgimento do nome de Collor entre os que disputariam o cargo com o apoio do atual presidente Sarney, mas diz que “o assunto está longe de ser consenso no PMDB”.

A reportagem diz que, no seio peemedebista, “tem uma fila de pré-candidatos aguardando a bênção de Sarney para colocar a campanha na rua. Entre eles, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Eunício Oliveira (PMDB-CE), e o presidente da Comissão Mista de Orçamento, Vital do Rego (PMDB-PB)”.

Elogios a Vital – A reportagem do Correio Brasiliense analisa as chances do paraibano e diz que Vital do Rêgo tem conseguido se destacar em Brasília. “Vital do Rego (…) tem sido elogiado por apagar incêndios na comissão de orçamento e pelo trabalho realizado na relatoria do projeto sobre a distribuição dos royalties do pré-sal”, diz o texto.

A matéria traz um quadro com destaque de cada nome hoje em evidência e diz que Vital tem crescido na bolsa de apostas para suceder Sarney: “VITAL DO RÊGO (PMDB-PB) – Seu nome cresceu na bolsa de apostas para a Presidência da Casa. Apesar de ser senador de primeiro mandato, tem recebido elogios pela atuação como presidente da Comissão Mista de Orçamento e pela relatoria do projeto sobre a divisão dos royalties do pré-sal”.