Fale Conosco

A Emlur enviou nota à imprensa para tentar explicar o inexplicável. Afinal de contas, como Coriolano Coutinho vai explicar a compra de cem toneladas de carne para a alimentação de funcionário da autarquia?

Bem, o fato é que enviaram e na nota dizia o processo de licitação está correto não há erros, como a imprensa teima em dizer.

E tem mais, diz, inclusive, que não é simplesmente acém e músculo, é o bife amaciado e sem gordura. Ou seja, carne se dgunda preparada como de primeira, e que, segundo Coriolano, O Coutinho, custa cerca de R$ 18,99 o quilo.

É isso mesmo, segundo a nota, antes da compra foi realizada uma pesquisa na Companhia Brasileira de Distribuição e na Frigotil, empresas localizadas na Avenida Epitácio Pessoa, e os valores são parecidos, na primeira custa R$ 18,99; e na segunda o preço é R$13,90.

Assim, com explicações vagas, sem conteúdo é que o superintendente da Emlur quer dizer que a licitação superfaturada da carne é legal.

Tem um detalhe: na nota, nada é dito sobre a empresa que vendeu a carne e é localizada em Campina Grande, num endereço que nem é aberto.

Tem caroço nesse angú.