Fale Conosco

O Ministério Público da Paraíba vai investigar suposto ato de improbidade administrativa praticado pelo coordenador da Defensoria Pública de Campina Grande, José Alípio Bezerra de Melo, que teria designado a irmã – que não é defensora – para atuar em audiências junto ao Juizado de Violência Doméstica nas férias da defensora pública titular.

De acordo com o extrato do procedimento, publicado na terça-feira (2) no Diário Oficial do MPPB, Ana Maria Bezerra de Melo é advogada, mas não cumpre os requisitos determinados por lei para exercer a função de defensora – dentre eles ser aprovada em concurso público.

Da redação