Fale Conosco

Tivemos acesso na manhã de hoje (18) a um vídeo gravado pelo tesoureiro da ONG (Organização não governamental), IBRADES ( Instituto Brasileiro de Desenvolvimento), contador Gilberto Rossi, onde o mesmo denuncia um suposto esquema de pagamento de propina na prefeitura de João Pessoa para liberação de recursos do Ministério do Trabalho, através do programa Juventude Cidadã.

Gilberto diz que soube de repasses para “sua” ONG desde abril de 2011 através de matérias publicadas na imprensa e que por meio do SAGRES (Sistema de fiscalização de gastos do Tribunal de contas da Paraíba) foi informado que R$ 500 mil foram repassados ao IBRADES, mas este recurso jamais passou pela conta da instituição.

O contador revela ter procurado o Secretário Municipal do Trabalho, Produção e Renda, Raimundo Nunes, e o mesmo se recusou a fornecer informações sobre os repasses.

Diante da gravidade do caso, o mesmo ingressou com ação na Justiça pedindo o bloqueio dos bens do IBRADES.

Várias ONG’s estariam interligadas através de Tárcio Handel Pessoa, que além de comandar o Empreender JP acumula a função de coordenador de gestão estratégica da Agência Mandalla.

Para completar, Gilberto desabafou: “Se não se pagar propina, não se recebe recurso público na Paraíba”.

Veja o vídeo: