Fale Conosco

O Conselho Nacional de Justiça – CNJ está questionando decisões supostamente equivocadas tomadas pelo juiz eleitoral Bartolomeu Correia Lima Filho, da 17ª Zona Eleitoral de Campina Grande. Nas eleições municipais deste ano ele é responsável pela propaganda eleitoral de rádio e TV, além das redes sociais.

Em documento enviado ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba – TRE-PB, o Conselheiro Henrique de Almeida Ávila pede que o órgão eleitoral paraibano solicite explicações ao juiz Bartolomeu Correia Lima Filho sobre decisões recentes que ele tomou e que vem sendo questionadas na instância superior, ou seja, no próprio TRE-PB, muitas delas sendo reformuladas.

O Conselheiro do CNJ pede ao TRE-PB que o órgão solicite explicações ao juiz eleitoral Bartolomeu Correia Lima Filho sobre decisões que acabam por beneficiar o candidato Bruno Cunha Lima, apoiado pelo atual prefeito da cidade, Romero Rodrigues, e que prejudicam seus concorrentes.

Além da íntegra de decisões recentes do juiz eleitoral de Campina Grande supostamente beneficiando o candidato Bruno Cunha Lima e prejudicando seus concorrentes, o Conselho Nacional de Justiça está de posse de documentos que comprovariam “vínculos sociais íntimos com agentes do grupo político de um dos candidatos, exercício de cargo em comissão na Prefeitura Municipal pela esposa do magistrado e a locação de imóvel de propriedade de sua sogra à Municipalidade”.

O CNJ pede ao TRE-PB que conceda prazo de 05 (cinco) dias para que o juiz Bartolomeu Correia Lima Filho formalize sua defesa. Após este prazo, o CNJ sugerirá ao Plenário ou à Corregedoria Nacional de Justiça a continuidade da apuração eventual adoção de providências.