Fale Conosco

Há quem diga que essa liderança que a deputada Daniella Ribeiro ostenta nas recentes pesquisas lá em Campina é coisa temporária, que não tem consistência, é volátil e que o PP não tem estrutura para mantê-la onde está porque não tem uma boa chapa proporcional ou tempo de guia.

Dizem ainda que ela não terá estrutura de campanha, pois o irmão Aguinaldo Ribeiro não vai arriscar tudo sozinho e só entra pra valer se ela aceitar ser a candidata de Ricardo Coutinho, que já ofereceu ao PP o que precisar para derrotar os candidatos de Veneziano e Cássio em Campina numa tacada só.

Discordo de todas essas avaliações. Daniella tem um padrinho forte que já assegurou o aporte necessário e a família até se reuniu em um jantar recentemente para comemorar a notícia que o deputado federal Aguinaldo Ribeiro trouxe de uma viajem recente à São Paulo.

Paulo Salim Maluf, patrono do PP em nível nacional, vai enviar a “ajuda necessária” para Daniella competir em pé de igualdade.

Ele pediu apenas paciência porque terá que transferir de uma das contas secretas que mantém no exterior e que são rastreadas pela Polícia Federal desde a sua prisão por desvio de recursos públicos.

Eu sei que os senhores vão dizer que é dinheiro sujo e roubado do erário, mas ninguém olha os dentes de cavalo dado.