Fale Conosco

O Ficha-Limpa fez mais uma vítima. Trata-se do eterno candidato a prefeito
de Santa Rita, Reginaldo Pereira (PRP). Reginaldo foi condenado no ano de
2006 pelo Tribunal de Contas do Estado por inventar despesas fictícias na
época em que era presidente da Câmara Municipal de Santa Rita. Segundo
informações do próprio TCE, Reginaldo teve que devolver R$ 2.377,89. Além
de pagar R$ 1.000 em multa.

Na eleição de 2008, Reginaldo Pereira também foi impedido de disputar. Na
ocasião, ele colocou a sua sobrinha, Ana Cristina, no seu lugar, passando a
rasteira no seu vice e demais lideranças políticas que poderiam
substituí-lo no cargo. Reginaldo Pereira se preparava para disputar sua
nona eleição, mas como o STF determinou a aplicação da lei Ficha-Limpa para
as eleições 2012, Reginaldo ficará de fora.

O boato que corre em Santa Rita é que, ciente da impossibilidade de
disputar a eleição, Reginaldo não vai fazer como em 2008, e pretende
escolher um sucessor da sua própria família até junho.

Racismo

Reginaldo também responde um processo judicial por prática de racismo. Ele está
sendo processado pela paisagista Gercina Maria Gomes de Mendonça, mais
conhecida como Gina. Ela afirmou que Reginaldo a chamou de *”negra
agitadora” *na presença de várias pessoas no bairro Várzea Nova. “Ele
começou a criticar as obras da praça e a menosprezar o trabalho dos
funcionários, quando resolveu disparar essas palavras racistas contra mim”,
lamentou.