Fale Conosco

Usuários do SUS dos 24 municípios da regional Patos e que necessitam de cirurgia de catarata, começam hoje a receber o tratamento, que representa muito para quem sofre com o problema que, dentre as consequências, está a exclusão social.

As cirurgias acontecerão em duas etapas, uma esta semana e a outra no próximo mês. Serão um total de 500 cirurgias. Há um mês, em reunião da CIRs (Comissão Intergestores Regional do Sertão), houve a pactuação dos municípios, todos eles inclusos no processo do mutirão de cataratas. Cada um se responsabilizou pela triagem e apresentação da demanda à Gerência Regional de Saúde. Eles também são responsáveis pelos exames de risco cirúrgico e transporte dos pacientes.

Segundo José Leudo de Farias, gerente regional de saúde, este é o quinto mutirão de catarata realizado pelo Governo do Estado, com recursos próprios, e que se aproxima de 4 mil cirurgias, desde 2011. Diz que há pessoas com quase 90 anos cadastradas para a a cirurgia, como também de tenra idade, 32 anos, um jovem de Areia de Baraúnas, que necessita do procedimento.

“Graças a Deus tivemos municípios com número pequeno de vagas porque não tinham mais demanda. A gente fica satisfeito. Uma cirurgia hoje é em torno de R$ 1.500,00 a R$ 2.000,00 e o Governo do Estado abre essa possibilidade, com médicos muito bem qualificados. Desde o primeiro mutirão até hoje foi um sucesso e vamos permanecer com essa qualidade do serviço”, comenta Leudo.

José Leudo lembra da importância que a cirurgia tem para a vida dos pacientes, citando o caso de uma senhora, há mais de quatro anos, a primeira a entrar no bloco e com mais de 80 anos, que afirmou antes da cirurgia que não conhecia os netos de 14 anos pra cá, por não enxergar, só via vultos e que, no retorno para avaliação, já trouxe os netos consigo, com autoestima bastante elevada. Citou outros casos, como de uma evangélica que se queixava de não ter o prazer de ler sua bíblia quando ia à igreja, e que voltou a desfrutar dessa prática com a recuperação da visão.

“São exemplos muito bonitos, relatos de experiências de pessoas que dependiam de outras praticamente para tudo. É uma oportunidade que elas têm de voltar a enxergar, ver seus impostos voltarem com ação dessa magnitude”, acrescentou o gerente regional de saúde.

A Gerência de Saúde orienta as pessoas interessadas, logo que for detectada a necessidade de cirurgia de catarata, procurar sua unidade de saúde, fazer seu cadastro e aguardar pelo próximo mutirão.

 

Fonte: Folha Patoense