Fale Conosco

A candidatura de Nabor Wanderley cresceu tanto nas últimas semanas que já está incomodando a oposição. A coligação Pra Devolver Patos ao Seu Povo, liderada pelo juiz Ramonilson, estaria tentando derrubar Nabor no “tapetão”. Isso porque o grupo protocolou uma ação de impugnação de registro de candidatura contra a chapa da coligação Patos Competente, formada por Nabor Wanderley, (Republicanos) e Jacob Souto (Rede) alegando quebra da legislação eleitoral. A ação, no entanto, não passa de uma tentativa barata de tirar Wanderley do páreo.

Na última sexta-feira (5), foi preciso a Justiça se envolver para conter mais uma tentativa fajuta de manchar o nome do candidato. A juíza eleitoral Anna Maria do Socorro Hilário Lacerda condenou Luciano Monteiro Pereira a pagar uma multa de R$ 20 mil por ter supostamente composto e divulgado uma música contra o candidato a prefeito de Patos, Nabor Wanderley. Além de pagar a multa, ele também deve remover a postagem com a música, feita em uma rede social.

A letra da música, na qual Nabor Wanderley é chamado de mentiroso, foi considerada propaganda negativa em desfavor do candidato, por isso a coligação Patos Competente (Republicanos, Cidadania, PROS, Rede, PSD, Progressistas, PSC, PSL) recorreu à Justiça. Os advogados argumentam que a divulgação música atinge o candidato e sua família, e faz afirmações de cunho calunioso, injurioso e com difamação.