Fale Conosco

Por ordem do presidente Jair Bolsonaro, um grupo de deputados do PSL vai pedir ao partido que promova uma auditoria de suas contas para avaliar como foram utilizados os recursos públicos recebidos por meio do Fundo Partidário.

A medida tem como foco o presidente nacional da legenda, deputado federal Luciano Bivar (PE), com quem Bolsonaro trava um duelo nos últimos dias pelo controle do partido. O deputado paraibano Julian Lemos é o vice-presidente nacional da sigla.

“Vamos pedir uma auditoria nas contas do partido dos últimos cinco anos”, afirmou o presidente nesta quinta-feira ao Estadão.

Na última terça-feira (8), Bolsonaro pediu a um militante do partido que esquecesse o PSL e afirmou que Bivar estava “queimado para caramba”.

A resposta foi imediata. Além de declarar que o presidente já havia decidido deixar o partido, Bivar ameaça retaliar o presidente por meio de seu filho Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, o deputado pode ser destituído do cargo por decisão da liderança do partido, que tem a prerrogativa de indicar seus representantes nas comissões.

A informação é do Estadão.