Fale Conosco

Depois do prefeito de Pombal ter sido o primeiro a tomar a vacina na cidade, novos “furões” da fila da vacinação contra a covid-19 começaram a aparecer. Desta vez, a denúncia é que em Gado Bravo, município localizado na Região Metropolitana de Campina Grande, o secretário adjunto da Saúde, Diógenis Vasconcelos, também teria sido imunizado.

Apenas 49 doses de CoronaVac foram destinadas ao munícipio, que conta com 50 profissionais de saúde, logo, a vacina seria insuficiente para atender ao grupo prioritário desta primeira fase. Lembrando que a distribuição é proporcional à população e segue orientações do Ministério da Saúde.

Então, chega-se a conclusão de que os profissionais foram preteridos para que o secretário adjunto da Saúde tivesse acesso à vacina.

A Prefeitura de Gado Bravo foi procurada para a apuração da denúncia mas o telefone que consta no site da prefeitura não funciona e nem o site da Secretaria de Saúde do Município.

A denúncia foi recebida pelo Portal ClickPB.

Confira imagens da vacinação na cidade de Gado Bravo: