Notícias

Com 1,1 milhão de habitantes, Região Metropolitana de João Pessoa é a 19ª mais populosa do Brasil

Com 1.195.904 habitantes, a Região Metropolitana de João Pessoa é a 19ª mais populosa do Brasil. De acordo com os dados do IBGE, divulgado nesta quinta-feira (28), a Região Metropolitana da capital paraibana fica atrás de seis regiões do nordeste, das cidades de Salvador, Recife, Fortaleza, Natal, São Luís e Maceió.

No levantamento, João Pessoa aparece como o 24º município mais populoso do país. A capital tem 780.738 e a Paraíba 3.943.885 habitantes. O segundo município mais populoso é Campina Grande com 402.912 moradores e o terceiro é Santa Rita com 133.927. Completam a lista das dez cidades mais populosas no estado, Patos, Bayeux, Sousa, Cabedelo, Cajazeiras, Guarabira e Sapé.

São José do Brejo do Cruz, que fica localizado no Sertão, é o município paraibano de menor população, estimada em 1.767 habitantes em 2014, seguido de Parari com 1.809 habitantes. Apesar desses dois municípios serem os menores da Paraíba, eles não estão entre os 25 menos habitados do país, o menor tem apenas 822 pessoas e fica no estado de Minas Gerais, cidade de Serra da Saudade.

O IBGE estima que o Brasil tenha 202.768.562 habitantes, 8.821.676 a mais do que em 2012, quando a população chegou a 193.946.886. Estima-se que o país tenha  uma taxa de crescimento de 0,86% de 2013 para 2014.

O município de São Paulo continua sendo o mais populoso, com 11,9 milhões de habitantes, seguido por Rio de Janeiro (6,5 milhões), Salvador (2,9 milhões), Brasília (2,9 milhões) e Fortaleza (2,6 milhões). Os 25 municípios mais populosos somam 51,0 milhões de habitantes, representando 25,2% da população total do Brasil. Já a população dos 25 municípios menos populosos soma 32.946 habitantes, representando aproximadamente 0,02% da população total do Brasil.

As estimativas populacionais são usadas para o cálculo de indicadores econômicos e sociodemográficos. Os números também servem como parâmetro para o Tribunal de Contas da União, na distribuição do Fundo de Participação de Estados e Municípios.

BG