Fale Conosco

A esperada, mesmo lenta, composição entre o PT e o PMDB na Paraiba trouxe nesta segunda-feira uma espécie de alento ou vitamina ao projeto do ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital, visando a disputa de 2014. Justiça seja feita contribui também com o projeto nacional de reeleição de Dilma Rousseff.

A decisão nesta segunda apresentou um elemento muito especial, que foi o aval do mandato do deputado federal Luiz Couto participando e apoiando a tese de aliança do partido com Veneziano. É a primeira vez que isso ocorre.

Na pratica, a partir de agora os dois partidos passam a examinar os nomes – todos, sem exceção, em condições de somar mais ao projeto de disputa nos dois níveis, em particular no estadual.

Duas questões importantes foram postas ao conhecimento de todos. Nem o ex-governador José Maranhão nem o executivo Lucélio Cartaxo, irmão do prefeito de João Pessoa, participará da chapa majoritária como candidato ao Senado.

Esta é a síntese de uma ópera já esperada, conhecida, e que agora passa para outra fase, agora deixando os irmãos Vital sem o nervosismo nem a urticária próxima de explodir.

Reina a paz na aliança tão desejada.

FATO EXTRAORDINÁRIO

Embora se projete a decisão da aliança como questão preponderante, particularmente entendemos que o fato especial da manhã – tarde foi a presença de Luiz Couto avalizando o acordo.

Ee não esteve fisicamente presente, mas enviou sua representação. Este é um dos dados mais expressivos porque projeta a possibilidade de unidade nunca existente, faz tempo, nas campanhas do PT.

Walter Santos

Com WSCOM