Fale Conosco

A Secretaria de Saúde de João Pessoa divulgou uma recomendação na qual solicita aos gestores hospitalares e médicos que suspendam, pelo período de 15 dias, a realização de cirurgias eletivas. A determinação começou a valer na quarta-feira (17), como uma medida de enfrentamento ao novo coronavírus e manutenção na assistência aos pacientes de Covid-19 na capital.

“Ao fim deste período, vamos fazer uma avaliação se as cirurgias serão retomadas ou se permanecem suspensas por mais dias. Temos uma equipe técnica para isso e levaremos em conta alguns critérios, como a ocupação de leitos”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Fábio Rocha.

No Hospital Santa Isabel, com a suspensão dos procedimentos eletivos, a unidade passará de 20 para 63 leitos para pacientes com Covid-19, sendo 35 de UTI e 28 de enfermaria. “Os leitos que estavam destinados para as cirurgias, agora estarão à disposição para os casos de Covid-19. É importante lembrar que esses pacientes são encaminhados por meio da Central de Regulação Estadual, enquanto os atendimentos clínicos, que continuam sendo realizados, são encaminhados pela Regulação Municipal”, explica a diretora-geral do hospital, Adriana Lobão.

Os atendimentos cirúrgicos de urgência e emergência permanecem acontecendo no Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio Burity (Ortotrauma) e Hospital Municipal Valentina (HMV) – no caso de crianças e adolescentes, assim como os atendimentos obstétricos, no Instituto Cândida Vargas (ICV).

O termo aditivo ao plano de contingência de João Pessoa foi publicado em uma edição especial do seminário oficial com data de 16 de fevereiro.

Veja na íntegra: