Fale Conosco

O ex-ministro do governo petista, Ciro Gomes (PDT), afirmou hoje em entrevista ao Globo que o ex-presidente Lula “não aprendeu rigorosamente nada” ao se colocar como candidato após sair da prisão e que estaria tentando enganar a população “com a presunção de que o povo é ignorante, é idiota”.

Para o pedetista, Lula “não tem nada de inocente”, já que ele que escolheu Dilma Rousseff, Michel Temer, deu poder a Eduardo Cunha, nomeou Geddel Vieira Lima e loteou a Petrobras e o Banco do Brasil.

“O Lula não saiu da cadeia inocente, nem inocentado pelos tribunais como eles estão, de novo, enganando e explorando a boa fé da população brasileira. O Lula foi devolvido às ruas porque está pendente um conjunto de recursos”, disse Ciro.

O ex-ministro disse que o PT se confia na ignorância do povo e alertou que o partido vai repetir novamente o mesmo erro se tentar persistir nesse caminho. “Ele tem direito de aguardar em liberdade como qualquer outro cidadão. Aí o Lula sai imediatamente demonstrando que não aprendeu rigorosamente nada, sai o mesmo: candidato sem poder ser.”

Ciro ainda explicou por que não rompeu com Lula antes, em 2014, ao ver todas as decisões citadas por ele como erradas. “Era nós ou Aécio [Neves, candidato do PSDB a presidente em 2014]. Evidentemente, eu não tenho arrependimento, mas fui engolindo, engolindo até o limite. Não aceitei mais ser ministro a partir do segundo mandato [do Lula], não aceitei ser ministro da Dilma. Me afastei, e não vou votar do outro lado, obviamente. Agora, vou ajudar a construir um outro caminho”, completou Ciro.

Da redação com informações da Folha de São Paulo