Mundo

Cidade da China e origem do coronavírus, Wuhan volta a ter caso após mais de um mês

Epicentro original do novo coronavírus, a cidade de Wuhan, na China, apresentou hoje o primeiro caso de covid-19 desde o dia 3 de abril. As informações são da rede americana CNN.

Segundo da publicação, o paciente foi reportado em condição crítica, e sua esposa também testou positivo para a doença. Ela, no entanto, é assintomática e não entra na conta de casos oficiais do governo local. O homem mora em um bairro que teve 20 pessoas infectadas.

Wuhan começou a reabrir suas fronteiras no dia 8 de abril, após 76 dias de lockdown. Até sábado, a cidade registrou 50.334 casos.

Por que China vive segunda “onda” de epidemia?

O que acontece hoje na China é resultado também do que a fez conseguir controlar a doença e impedir o avanço interno: o isolamento de cidades-chave.

No dia 23 de janeiro, menos de um mês depois da descoberta do vírus, o país isolou completamente a região de Wuhan, onde surgiu o paciente zero.

Gradualmente, também adotou medidas de isolamento em outras regiões e proibiu aglomerações públicas. As medidas fizeram com que o país conseguisse conter a disseminação do vírus, mas há limitações.

“Eles achavam que poderiam controlar totalmente [o vírus] restringindo a cidade com maior número de casos, como foi em Wuhan. O que acontece, agora, é que está tendo entrada por outras cidades, provavelmente de maior fluxo, como Xangai e Pequim”, afirma o infectologista Marcos Boulos, da FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo).

A informação é do portal UOL

Tags: Tags: