Fale Conosco

Como parte dos esforços da Prefeitura de João Pessoa para estruturar a rede municipal de saúde para o enfrentamento da pandemia de Covid-19, foram solicitados junto ao Ministério da Saúde novos equipamentos para compor os novos leitos de UTI da Capital. Na noite desta quinta-feira (04), a chegada de 40 monitores de UTI, na Secretaria Municipal de Saúde, foi acompanhada pelo prefeito Cícero Lucena.

Desses equipamentos, 25 serão instalados no hospitais Prontovida (25 unidades) e no Santa Isabel serão 10 unidades, sendo o restante distribuídos entre as quatro unidades de pronto atendimento (Upas), para equipar leitos de estabilização.

O prefeito Cícero Lucena ressaltou os esforços da Prefeitura de João Pessoa, em parceria com o Governo do Estado e com o apoio do Ministério da Saúde, para salvar vidas. “Em meio a tantas notícias ruins, a gente fica feliz com a chegada desses 40 monitores, que vão nos permitir abrir mais leitos de UTI para pacientes em tratamento da Covid-19. É um esforço muito grande nessa luta contra a pandemia, que estamos travando em conjunto com o Governo do Estado”, disse.

O vice-prefeito Leo Bezerra, que acompanhou a chegada dos equipamentos, afirmou que o trabalho no combate à pandemia do novo coronavírus tem sido intenso nos últimos dias. “São novos leitos instalados, equipes médicas, vacinação e outras medidas efetivas. Não mediremos esforços nessa luta, mas a participação de todos é fundamental. Vamos continuar nos cuidando, com ações que salvam vidas”, comentou.

A secretária executiva da Saúde, Rossana Sá, que tem uma participação muito importante na preparação da rede municipal para atender pacientes da Covid-19, também estava na recepção dos equipamentos. “A cada novo passo pela expansão da rede, renovamos as forças para continuar trabalhando para garantir o atendimento a quem precisa. É fundamental que as pessoas colaborem para conseguirmos evitar o crescimento do número de casos graves”, alertou.

Os monitores fazem parte da ampliação de leitos de UTI que a Prefeitura vem conseguindo operacionalizar na rede municipal de saúde para atender o número crescente de casos de Covid-19 na cidade. Esses equipamentos se somam aos 70 respiradores conseguidos, também junto ao Ministério da Saúde, para a habilitação de 110 leitos de UTI. A prefeitura também conseguiu a implantação de cinco usinas de produção de oxigênio.