Fale Conosco

A tentativa de ganhar as eleições no tapetão não parece estar funcionamento para o candidato do Patriotas à Prefeitura de João Pessoa, Wallber Virgolino. O parecer do Ministério Público Eleitoral, assinado pelo promotor Alexandre Varandas, é para que a ação da Coligação Coragem para Fazer o Novo seja julgada improcedente, deferindo o registro do candidato Cícero Lucena (Progressistas).

Em seu parecer o MPE afirma que “ a parte autora deduziu no corpo de seu petitório o conhecimento de uma ação capaz de ensejar a inelegibilidade do promovido, todavia argumentou que ela estaria protegida pelo segredo de justiça(fato não provado), o que a impediu de ter acesso a seu conteúdo, objeto inclusive de requerimento formalizado nestes autos. Do mesmo modo, ressaltou estar ciente de que a condenação havia sido suspensa por decisão judicial, fato que se inteirou através da imprensa”.

Para Cícero o parecer ministerial é mais uma demonstração que não adianta tentar ganhar no tapetão. “Alguns ainda não entenderam que esta eleição é no voto e que caberá ao povo decidir o próximo prefeito”, desabafou.

Na última sexta-feira (2), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, já havia negado o pedido de impugnação da candidatura de Cícero Lucena, feito pelo deputado. Com a intenção de tirar o “caboclinho” do páreo, o candidato do Patriota pediu a reformulação da decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), que garantiu a candidatura do ex-senador Cícero Lucena (Progressistas).