Brasil

Celso de Mello, do STF, diz que tentativa de censura de livros traduz retrocesso e intolerância

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, foi uma das personalidades a se manifestar sobre a tentativa de censura na Bienal do Rio. De acordo com o jurista, a atitude do prefeito mostra-se “inaceitável” e traduz o retrocesso que “domina o poder do Estado”.

“Um novo e sombrio tempo se anuncia: o tempo da intolerância, da repressão ao pensamento, da interdição ostensiva ao pluralismo de ideias e do repúdio ao princípio democrático”, escreveu o ministro.

Da redação com informações da Folha de São Paulo

Tags: Tags: