Fale Conosco

Apesar de o ex-governador Cássio Cunha Lima só ter recebido notícia ruim ultimamente, finalmente recebeu uma que fez dormir feliz sem ar condicionado no calorão dessa madrugada de apagão.

O novo ministro do STF, Luiz Flux, já livrou a cara de dois neste caso da nova Lei do Ficha Limpa.  Aliás, ele não era o preferido do Movimento de Combate a Corrupção – MCCE, que apostava suas fichas no nome do juiz Márlon Jacinto Reis.

Assim, mesmo tendo tomado alguns Lexotans para dormir anteontem quando soube que o ministro Joaquim Barbosa havia sido escolhido como relator do seu recurso especial, Cássio voltou a ter esperanças com essa notícia sobre posicionamentos do novo ministro em casos do Ficha Limpa.

Saiba agora um pouco mais sobre esse ministro que renovou a esperança de Cássio na elegibilidade.

Fux, 57, é filho de imigrante romeno, o advogado Mendel Wolf Fux.

Dá aulas na mesma instituição onde se formou em Direito, a UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro).

Sua primeira incursão da advocacia, em 1976, foi na empresa Shell. Três anos depois, virou promotor de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

Fux já foi desembargador do TJ (Tribunal de Justiça) do Rio (1997/2001) e juiz eleitoral do TJ fluminense (1983/1997).

Na juventude, ganhou faixa preta em jiu-jitsu e foi guitarrista de uma banda de rock.