Fale Conosco

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato a governador pela coligação A Vontade do Povo, listou uma série de ações desenvolvidas nos seis anos e quase dois meses em que esteve à frente da administração estadual. O destaque fica para a reforma ou construção de 19 complexos de saúde em diversas regiões da Paraíba. Cássio disse que o atual governo fechou hospitais, diminuiu leitos, brigou com médicos e demais profissionais da saúde, e classificou como “mentira cavilosa” o guia eleitoral do atual governador, que alardeou a construção de dez unidades hospitalares. “Nem o próprio governador sabe onde estão esses hospitais”, disparou.

            Cássio Cunha Lima revelou que, quando foi governador, nunca fechou leitos. Pelo contrário: os usuários do SUS contavam com 9.523 leitos, número bem superior aos atuais 8.151 l que o Estado dispõe, uma vez que esta gestão fechou 1.372 leitos.

O candidato tucano ao governo lembrou ainda que implantou o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração da área de saúde, fez concurso público e expandiu a rede hospitalar, por meio de obras de reforma e ampliação de unidades como os hospitais Arlinda Marques, Clementino Fraga, Maternidade Frei Damião e antigo PAM de Jaguaribe, que, inclusive, após a reforma, foi repassado para prefeitura de João Pessoa, à época administrada pelo atual governador, isso apenas em João Pessoa.

            Investimentos

O senador Cássio Cunha Lima lembrou que mais de R$ 15 milhões foram investidos em unidades de saúde da capital, a exemplo do Arlinda Marques, especializado em pediatria e que, após a reforma, saltou de 32 para 80 leitos, praticamente triplicando sua capacidade. “Triplicamos a capacidade de atendimento de todas as unidades em João Pessoa e implantamos novas Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s) no próprio Arlinda Marques e nos hospitais Clementino Fraga e Maternidade Frei Damião, que ganhou uma materna UTI e outra neonatal”, complementou.   

            Cássio Cunha Lima destacou que as ações de estruturação da rede de saúde também foram levadas para o interior do estado, com obras como as realizadas nos hospitais regionais de Catolé do Rocha, Itabaiana, e Cajazeiras. No Cariri, investimentos importantes foram realizados para ampliar os hospitais de Sumé e Monteiro.  

            Na região de Campina Grande e no entorno do Compartimento da Borborema, Cássio enalteceu investimentos nos hospitais de Queimadas e no Trauma de Campina Grande, que deixamos pronto e o governo Maranhão só fez entregá-lo à população”, acrescentou. 

            Planos

O candidato a governador pela coligação A Vontade do Povo assegurou que construirá a Maternidade da Zona Sul, o Hospital de Trauma do Sertão e que começará e terminará o Hospital Metropolitano em Santa Rita.

Para Cássio, a Paraíba precisa reconstruir sua rede de saúde e, para isso, precisa olhar para frente, retomar o diálogo com os médicos e os mais diversos profissionais do setor, entendendo que só a união de forças poderá solucionar os graves problemas da saúde pública na Paraíba. “O diálogo é o primeiro passo nessa direção, depois precisamos planejar diretrizes e elaborar estratégias que consigam resolver os problemas e melhorar o atendimento prestado à população”, finalizou.