Fale Conosco

O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), desvincula o partido de qualquer discussão sobre o impechment e as manifestações e passeatas convocadas por meio das redes sociais contra a presidente Dilma Rousseff.

 “O impeachment não está na pauta do PSDB”, diz Cunha Lima. Segundo ele, não há “elementos objetivos para impedir o mandato dela e certamente a queda de popularidade detectada pelos institutos de pesquisa não é motivo para isso”. 

Cunha Lima diz que, apesar de o assunto estar fora das discussões do PSDB, não se pode evitar que ele seja discutido pela sociedade.

“A palavra não é proibida, até porque estamos numa democracia e há um grande número de pessoas falando disso”, afirma. 

Com Felipe Patury/Época