Fale Conosco

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB), através de seus advogados, pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, que arquive o inquérito que o investiga na Lava Jato.

O inquérito investiga se Cássio recebeu R$ 800 mil em vantagens indevidas para favorecer a Odebrecht. A defesa do senador pede que Gilmar Mendes encerre o processo ou que ao menos estabeleça o prazo de 15 dias, sem prorrogação, que a Polícia Federal conclua as investigações sobre o senador.

O inquérito, segundo a defesa de Cássio, foi aberto em abril de 2017 e de lá para cá tem sido prorrogado sucessivamente. A investigação em relação ao senador teve início após a delação premiada de Alexandre Barradas e Fernando Reis, colaboradores vinculados à Odebrecht.