Fale Conosco

O pré-candidato a Governador da Paraíba nas Eleições 2014, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) analisou nesta terça-feira (01) os números da pesquisa 6 Sigma, divulgada na noite desta segunda-feira (31) em Campina Grande, pela TV Itararé. Segundo ele, há uma clara tendência demonstrando que a sua pré-candidatura tende a crescer, nos próximos dias, enquanto que a do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) tende a cair e a do atual governador Ricardo Coutinho (PSB) não conseguirá sair do atual patamar.

Veneziano disse que, mesmo estando em terceiro lugar na pesquisa, não pode descredenciá-la, preferindo fazer uma análise mais centrada, diferente de muitos políticos que só elogiam as pesquisas quando aparecem na frente. “Eu sempre analiso pesquisas deferentemente de algumas pessoas que começam a desfazer e descredenciar os métodos e até mesmo os institutos. Analiso com muita frieza e racionalidade. Institutos com credibilidade merecem sempre de nossa parte estudos e análises”.

Ele lembrou que tem seus próprios levantamentos internos, que mostram cenários propícios a uma tendência de crescimento de sua candidatura. “No PMDB, desde abril de 2013 fazemos acompanhamento mensal, com pesquisas internas. Só este ano já fizemos duas pesquisas, que mostraram não apenas a viabilidade da nossa candidatura, como também uma tendência de crescimento, que é o que mostraram, também, as três pesquisas divulgadas até esse instante na Paraíba”.

Análise de Cássio – No caso do ex-governador Cássio, Veneziano disse que a tendência é de queda nas futuras pesquisas. “Sem entrar na discussão da viabilidade jurídica de sua candidatura, ele tinha 50 pontos, caiu para 40 e se mantém neste patamar, com 43. Esse é o patamar do PSDB e a tendência é de que ele caia ainda mais”.

Veneziano disse que essa tendência se dá porque a campanha do PSDB ainda não havia começado quando se passou a especular candidaturas. “Por ser aliado de Ricardo Coutinho, Cássio ainda não foi questionado em nada. A tendência quando começarem os questionamentos sobre ele é de cair. Não acredito que ele chegue à campanha com mais de 35%. Ele apresenta esses índices atuais, também, por conta de um recall de quem está na política há mais de 30 anos”.

Análise de Ricardo Coutinho – Veneziano disse que Ricardo tem dificuldades em ampliar seus índices e se manterá, nas próximas pesquisas, nos mesmos patamares atuais. “O atual governador se mantém na casa dos 22 a 25 pontos, quando já chegou a 26 ou 28. Observa-se a dificuldade de Ricardo, por mais que ele utilize os instrumentos dos quais dispõe e que não são poucos, de sair deste patamar”.

Em resumo, segundo a análise de Veneziano, Cássio e Ricardo chegaram aos seus respectivos patamares, tendo um deles, o atual governador, uma dificuldade de crescimento; e o outro, o senador Cássio, com possibilidades reais de cair a 35 pontos.

Por outro lado, Veneziano disse que a sua candidatura apresenta uma tendência de crescimento. “E não digo isso pelo fato de ser Veneziano o candidato, mas é que ainda não formalizamos nossas coligações o que, fatalmente, ampliará a quantidade de lideranças nas ruas, defendendo um projeto que, hoje, é defendido única e exclusivamente pelas lideranças do próprio PMDB”.