Notícias

Cássio apresenta projeto para amordaçar a internet com penas que vão de prisão a multa de 30 mil reais

Dizem que o hábito faz o monge e que se você convive muito com alguém acaba incorporando suas virtudes e falhas. Lamentavelmente, Cássio aprendeu com o governador Ricardo Coutinho a mania de proibir o contraditório.

Circula na rede social uma campanha assinada pelo Movimento Brasil Consciente em que Cássio é a estrela principal e acusado de apresentar um projeto no Senado que pune com pena de até um ano de prisão e multa de 30 mil reais quem ousar criticar políticos, conforme os banners de responsabilidade do movimento e que repercuto abaixo.

hospedar imagem

 

hospedar imagem

O que Cássio quer com isso? Sabe-se que a rede social é uma ferramenta formadora de opinião e neste território livre e sem dono todos podem opinar, defender e atacar.

Como nos sistemas de comunicação tradicionais basta o político destinar uma verba de patrocínio para ditar a linha editorial, é na rede que os jornalistas independentes furam o bloqueio das regras dos grandes veículos e publicam as denúncias que estão proibidas por acordos de gaveta.

Hoje nós jornalistas sofremos com processos por difamação a perder de vista e pesadas multas e agora com este projeto que Cássio quer aprovar no Senado também estaremos sujeitos a prisão e isso por si só já é uma mordaça, um emparedamento.

Internautas que postam comentários contra políticos corruptos também terão sua ação inibida pelo projeto do senador Cássio e a simples divulgação do que está por vir já causou um debate acalorado.

Afinal, pergunto, quem Cássio quer beneficiar e proteger com este projeto? Os corruptos?

Pelo visto Cássio além de apoiar a reeleição de Ricardo Coutinho e achar que ele faz um grande governo e trata os paraibanos como eles merecem, também apóia o estilo ditador que promete surra de varas na oposição e o emparedamento da imprensa livre via processos na Justiça.

Se esse projeto de Cássio for aprovado os corruptos vão respirar aliviado.