Fale Conosco

Imagine um negócio que deixa livre no bolso a quantia de R$ 1 milhão/mês e obriga todo mundo que desejar fazer empréstimo a só fazê-lo unicamente com uma empresa previamente escolhida. Esse é o esquema que envolve o Caso Facility, onde um político da terra de Cid Gomes começou a faturar na Paraíba, às custas dos funcionários públicos.

O problema é que Mesmo depois que CADE do Ministério da Justiça condenou o monopólio no crédito com desconto em folha de pagamento para servidores públicos, o governo da Paraíba assinou um contrato milionário para exploração de todos os empréstimos consignados  do funcionalismo público com uma empresa do Ceará que pertence ao deputado federal Mário Feitosa. Tudo sem licitação!

Com isso todos os empréstimos consignados deverão ser feito com exclusividade com a  M C F Promotora e Administradora de Créditos e Cobranças, através da Facility Card. O Grupo já se instalou em um andar completo do Shopping Cidade em João Pessoa, conforme revelou matéria do ClickPB.

A regulamentação dos novos serviços foi publicada no Diário Oficial do dia 14 de dezembro, através de Instrução Normativa editada pelo governo da Paraíba, onda traz todas as regras para esta nova operação financeira, maquiada de “cooperação técnica”.

Cada dia vai ficando mais clara a maneira como os empresários ligados ao PSB se espalham pelos estados em que a legenda venceu as eleições.