Fale Conosco

Na entrevista que o deputado estadual Luciano Cartaxo, do PT, iria conceder hoje a Rádio Arapuã, mas que foi vetada por que João Gregório não quer desagradar Ricardo Coutinho e correr o risco de deixar de receber o patrocínio por enquanto da PMJP e depois da licitação, do Governo do Estado, ele iria argumentar o seguinte: “Não estou entendo essa mudança do Governo que está ampliando a sua bancada e estão oferecendo cargos aos deputados. Isso quebra a história de como Ricardo Coutinho agiu em seu primeiro mandato como prefeito de João Pessoa”, acusou.

Para Cartaxo a ética e a postura do grupo socialista foram deixadas de lado.

“Eles disseram que não iriam entrar no toma lá da cá e as coisas estão bem diferentes”, alfinetou.

Por fim, Luciano Cartaxo ratificou a intenção de não aderir ao projeto político de Ricardo Coutinho.

“Digo com toda verdade que a nossa posição é de independência na Assembléia. Isso está incomodando algumas pessoas”, concluiu.

Recentemente o Governo socialista da Paraíba anunciou a adesão de dois deputados do PMDB: Wilson Braga e Doda de Tião. Com certeza, nenhum  foi por amor.

Acho uma besteira um sistema de comunicação tomar partido e vetar a presença da oposição, pois de uma maneira ou outra a sociedade acaba tomando conhecimento dos fatos.