Fale Conosco

Venho através desta pedir aos deputados de oposição que completem as assinaturas necessárias a abertura do CPI do Jampa Digital e aqui dirijo o meu apelo ao amigo Márcio Roberto para que seja o penúltimo a assinar e estimule que Analdo Monteiro, o último necessário, assine.

Lá nas investigações, meu amigo Aníbal Marcolino, vice-líder da oposição, vão surgir fatos que podem trazer à luz da verdade as vísceras dessa gestão atolada até o pescoço em práticas escusas, mas também serás surpreendido com revelações que colocarão o falso moralismo de uma colega de bancada em xeque mate.

Sugiro que assim que instalada a CPI convoque como primeiro depoente o senhor Paulo Badadró, a figura que foi indicada pelo agora ministro Aguinaldo Ribeiro para formatar o Jampa Digital.

Foi Paulo quem o PP de Aguinaldo, Enivaldo e Daniella indicou para ocupar a pasta de Ciência e Tecnologia, foi Paulo quem alaranjadamente articulou a vinda da Ideia Digital para João Pessoa, foi Paulo quem deu aval técnico a estratégia de geração de sinal wirelles daquela empresa baiana e foi Paulo quem atestou a idoneidade dela e quem disse que estava funcionando para o TCE.

A única coisa que Paulo não fez foi ir ao Ponto de Cem Réis gritar “agora vocês tem internet de graça galera!”, pois ficamos sabendo através do Fantástico que essa parte do show coube ao então secretário titular da PMJP, Aguinaldo Ribeiro, bem na véspera de sua desincompatibilização para concorrer à cadeira de deputado federal.

Portanto, CPI instalada logo Paulo deve sentar na cadeirinha da verdade e contar tudo que sabe sob juramento. Sem marmelada e sem coorporativismo entre vocês parlamentares. Deixem e façam Paulo falar. Chega de culparem Gilberto Carneiro e Ricardo Coutinho por tudo, pois ninguém é tão ruim sozinho e o Jampa Digital foi ação de grupo.

Outro dia, amigo Aníbal, a jornalista Rubens Nóbrega notificou o ministro Aguinaldo para que confirmasse ou não que Paulo foi indicação sua. Esperto, o ministro mandou a irmã Daniella responder, mas ela apenas disse que Paulo não era filiado ao PP, mas não teve outro jeito a não ser confirmar que Paulo havia sido uma indicação de sua família e de seu partido.

Ninguém mais do que Paulo Badaró sabe do que aconteceu entre as quatro paredes da secretaria de tecnologia, onde foi antecessor de Aguinaldo, seu secretário adjunto e sucessor.

Se Paulo Badaró contar o que sabe o ministro cai e Ricardo Coutinho se complica ainda mais.

Instalem a CPI do Jampa Digital e convoquem Paulo Badaró que a casa grande cai.

só para refrescar a memória, mais uma vez a denúncia do Fatástico sobre o Jampa Digital.