Fale Conosco

Após discutir com o atual prefeito de Sousa e candidato a reeleição, Fábio Tyrone, durante um debate o candidato do PSL Esdras Nascimento, mais conhecido como Pepeu, solicitou proteção para a Polícia Federal afirmando que teria sido ameaçado de morte pelo WhatsApp. A discussão entre os dois candidatos ocorreu nos bastidores do debate após o candidato do PSL afirmar que Tyrone não teria moral para falar sobre políticas públicas para as mulheres após ser acusado de agredir sua ex-exposa e sua ex-namorada.

Tyrone revidou acusando Pepeu de ser candidato ‘testa de ferro’. Nesse momento, o debate teve que ser interrompido e as seguranças entraram em ação para apaziguar o clima. Durante entrevista, Pepeu revelou que está recebendo recebendo de morte e que se algo acontecer com ele, várias pessoas devem ser responsabilizadas, incluindo o prefeito e o vice.

“Qualquer coisa que acontecer com minha pessoa, a responsabilidade será do senhor candidato a reeleição Fábio Tyrone; do senhor candidato a vice-prefeito Zenildo Oliveira; de todos os candidatos que fazem parte da sua coligação; todos os seus cargos comissionados; todos os seus aliados, que eu conheço todos, nome por nome, e eu vou entregar todos os nomes ”.

Ainda de acordo com Pepeu, servidores públicos municipais que denunciaram a atual gestão em Sousa também foram perseguidos e ameaçados, e já houve até tentativa de homicídio.

“Eu vou pedir proteção à Polícia Federal porque o acirramento, o clima que está instalado em nossa cidade, não só de agora, mas há muito tempo, impera o medo e a perseguição. Mas eu sou uma pessoa que não tem medo de fazer o contraponto, fazer o debate dentro do regime democrático de direito. Infelizmente, existem pessoas que não costumam aceitar ”.