Fale Conosco

O prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo entregou ontem ao diretores do Banco do Nordeste, a carta de intenções com o projeto de viabilidade técnica para a implantação do sistema de veículo leve sobre trilhos (VLE), o chamado “metrô de superfície”. A solenidade aconteceu no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande. O projeto está orçado em R$ 35 milhões e 800 mil reais. O prefeito espera que o metrô se transforme em realidade até o final do ano.

Estiveram prestigiando a solenidade, além do prefeito, o senador Vital do Rêgo Filho; superintendente da STTP, Salomão Augusto; diretor financeiro do Banco do Nordeste, Fernando Passos; diretor de controle do BN, Isidro Moraes de Siqueira; presidente da Associação Comercial, Luis Alberto Leite; presidente da CDL, Hilton Motta Filho; vereadores Antônio Alves Pimentel, Olímpio Oliveira, Cassiano Pascoal, Rodolfo Rodrigues e Antônio Pereira; secretário estadual de Indústria e Comércio, Marcos Procópio e o superintendente regional do Banco do Nordeste, Romildo Porto.

Os diretores do Banco do Nordeste, Fernando Passos e Isidro Siqueira, garantiram que a PMCG pode contar com o total apoio da instituição para este iniciativa, devido a sua viabilidade financeira e técnica. “A partir das análises que estão sendo efetivadas, podemos assegurar que o nosso banco vai efetivar esta parceria com a PMCG, dando-lhe os recursos necessários para viabilizar o metrô”, afirmou.

Por sua vez, o diretor Isidro Moraes, destacou que “não há dúvida de que não só este projeto, mas todos os demais encaminhados pela Prefeitura de Campina Grande serão financiados pelo Banco do Nordeste”.

Além dos dois dirigentes da instituição financeira, fizeram pronunciamento durante a solenidade, o empresário Luis Alberto Leite e o superintendente da STTP, Salomão Augusto, que relatou detalhes técnicos do futuro VLT. Segundo Salomão, além de beneficiar vários bairros de Campina Grande, como Bodocongó, Tambor, Distrito Industrial, Estação Velha, o futuro metrô atenderá no futuro ao Distrito de Galante, possibilitando a exploração turística daquela área.

Já o senador Vital do Rêgo Filho afirmou ser a “a presença do Banco do Nordeste em Campina Grande o reconhecimento da importância da cidade para aquela instituição financeira”. Ressaltou, ainda, que além do banco, a cidade ganha com parcerias entre a prefeitura com a Associação Comercial, a FIEP e a CDL, o que tem viabilizado grandes projetos para a cidade, a exemplo desta futura interligação viária da cidade.

Por fim, em seu discurso, o prefeito Veneziano Vital acentuou a importância da obra para o futuro da cidade em termos de mobilidade urbana, levando-se em conta a necessidade de serem criadas alternativas para o transporte urbano de passageiros em Campina Grande.

Ele também ressaltou que a presença do Banco do Nordeste na cidade visando viabilizar esta parceria é fruto da recuperação financeira do município, que, após longos anos, voltou a ter credibilidade, capacidade de investimento e suporte para firmar projetos de grande porte junto as mais importantes instituições financeiras e governamentais do país.

Assessoria